Sobre

Seja bem-vindo!

 

Antes de falar sobre minhas conquistas e meu currículo para vocês, gostaria de iniciar dizendo que antes de tudo sou uma aprendiz, uma estudante de Dança. Em todos os estilos que já passei, sempre me considerei uma iniciante. Aprendo sempre, aprendo muito, amo aprender. É a minha paixão e meu vício! Estudo música, dança, práticas corporais diversas, e acredito na simplicidade e na união das poessoas durante o aprendizado.

 

Sou Aline Pires, bailarina de dança oriental árabe e de tribal fusion bellydance, natural de Florianopolis SC.  Sou organizadora do Mini Hafla, fui co-organizadora do Festival Temporada Tribal, o primeiro festival de dança tribal de Florianópolis/SC, e atualmente do Floripa  Fusion, o primeiro festival dedicado apenas ao Tribal Fusion em Florianópolis. Estou cursando graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina, considerado um dos melhores cursos do país. Já recebi premiações em festivais dentro e fora do estado tanto na dança oriental árabe quanto com o tribal fusion, como Encontro Curitiba, Festival Santa Catarina Dança, Encontro de Dança de Florianópolis, entre outros, os quais foram resultado de muito trabalho e dedicação. Iniciei meus estudos com Renata Verani em 2005-2006, e retornei em 2012, que foi quando decidi seguir com meus estudos na dança. Sou formada como profissional em Danças Orientais no Método Yasmin Meera, no curso de aprimoramento em ATS de Rebeca Piñeiro, no Curso de Formação em Dança Tribal de Joline Andrade e, mais recentemente, no curso de Aprimoramento Técnico em Dança do Ventre com Mahaila El Helwa, Imersão em dança do ventre com Elis Pinheiro. Concluí recentemente também um curso de tribal fusion bellydance com Jill Parker, a criadora do estilo, com duração de 10 horas. Em 2019 tive o grande prazer e honra de ser professora no 4° Congresso Tribal Sul Americano, o maior festival de Dança Tribal na América do Sul. Alguns profissionais com os quais já estudei me marcaram bastante, seja pela sua personalidade, pela sua beleza, técnica, por eu ser fã, ou a combinação de todos. São eles: Daniela Wolff, Kelly Cavalcanti, Lulu From Brazil, Yasmin Meera, Naiade Shardosim, Silvia Bragagnolo, Vanessa Iara, Ju Marconato, Renata Verani, Rebeca Piñeiro, Jill Parker, Devi Mamak, Ariellah Aflalo, Aline Muhana, Dani  Nur, Kahina, Daniela Alves, Rick Torri, Fael Rabello, Nagla Yacoub, Paula Braz, Jade El Jabel, Lady Frederique, Joline Andrade, Mahaila El Helwa, Igor Kishka, Kristian Galvão, Linda Hathor, Hanna Feltrin, Moni Cherem, Vanessa Cembranel, Shalimar Mattar, Tarik, entre outros. Sou professora de danças árabes e tribal fusion desde 2014,  precursora em SC no estilo Dark Fusion, e realizo a fusão Metal Bellydance (fusão que utiliza os passos de dança do ventre nos variados gêneros de música dentro do metal).  Já dancei no restaurante Tio Ali em Coqueiros, com colegas balarinas que tive o prazer de conhecer e dançar junto. Possuo vivência em outras modalidades de dança como ATS(R), ballet clássico, jazz, dança contemporânea, danças urbanas, zouk e artes marciais históricas europeias (HEMA); também pratico yoga, pilates e musculação esporadicamente.

Visite-me no facebook:  Página | Estudio La Lune Noire

Instagram: @alinepiresbellydance

Advertisements